Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.fametro.com.br/jspui/handle/123456789/414
Title: Autotransplante dental: avaliação de critérios de sucesso e insucesso - revisão de literatura
Authors: Pinto, Clarice Maia Soares de Alcantara
Souza, Mariete dos Santos
Oliveira, Natanael Martins de
Keywords: Autotransplante dentário
Reabilitação oral
Implantação dentária
Issue Date: 7-Dec-2020
Citation: SOUZA, Mariete dos Santos; OLIVEIRA, Natanael Martins de. Autotransplante dental: avaliação de critérios de sucesso e insucesso - revisão de literatura. 2020. 29f. Artigo (Graduação em Odontologia) - Centro Universitário Fametro, Fortaleza, 2020.
Abstract: O autotransplante dentário é uma alternativa para a substituição de um dente perdido ou ausente e pode ser descrito como um procedimento cirúrgico de transferir um dente sadio de um alvéolo para outro alvéolo existente ou preparado cirurgicamente no mesmo indivíduo. O presente trabalho teve como objetivo realizar uma revisão integrativa da literatura sobre o autotransplante dentário buscando avaliar critérios de sucesso e insucesso e investigar na leitura as estratégias que garantam um bom prognóstico do procedimento. A literatura foi consultada, nos portais eletrônicos PubMed e SciELO. Os documentos selecionados foram os publicados no período de janeiro de 2010 a dezembro de 2019. A pesquisa inicial resultou em um total de 206 artigos. Destes, 186 foram excluídos por não estarem disponíveis na íntegra ou por não abordarem o objetivo da pesquisa. Dos 20 artigos resultantes, dez foram excluídos por se tratar de opinião de especialista e estudos em animais. A partir da análise dos artigos incluídos na revisão, pôde-se verificar que devem ser consideradas algumas complicações da cirurgia do autotransplante que incluem: perda do dente transplantado, reabsorções radiculares e necrose pulpar, e risco de anquilose. São considerados ideais, como dentes doadores, os que apresentam dois terços de formação radicular e ápice aberto, aumentando assim a possibilidade de sucesso. Em dentes com o ápice fechado, o tratamento endodôntico é necessário dentro de 2 a 4 semanas após a cirurgia de autotransplante. Por outro lado, autotransplante malsucedido geralmente está associado à técnica cirúrgica inadequada (trauma), contaminação radícula e idade igual ou superior a 40 anos. Após revisão da literatura, podemos concluir que o autotransplante dentário resulta em benefícios para o paciente, como prevenção de atrofia do osso alveolar e regeneração da crista óssea. Apesar de não ser um procedimento muito ofertado, o autotransplante dentário é uma técnica simples e de baixo custo, que apresenta uma opção alternativa de tratamento reabilitador.
URI: http://repositorio.fametro.com.br/jspui/handle/123456789/414
Appears in Collections:Odontologia Centro - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIETE DOS SANTOS SOUZA e NATANAEL MARTINS DE OLIVEIRA_TCC.pdf318,84 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.