Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.fametro.com.br/jspui/handle/123456789/735
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBezerra, Alane Nogueira-
dc.contributor.authorSilva, Suzana de Lima da-
dc.date.accessioned2021-04-29T17:13:44Z-
dc.date.available2021-04-29T17:13:44Z-
dc.date.issued2020-12-01-
dc.identifier.citationSILVA, Suzana de Lima da. Estado nutricional e inadequação da dieta ofertada a pacientes transplantados renais em um hospital público de Fortaleza-CE. 2020. 23f. Artigo (Graduação em Nutrição) – Centro Universitário Fametro, Fortaleza, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.fametro.com.br/jspui/handle/123456789/735-
dc.description.abstractInsuficiência renal é o estado de incapacidade dos rins em realizar suas e diante da insuficiência desse órgão e da necessidade de terapias renais substitutivas, o transplante é a melhor alternativa. Entretanto, após esse procedimento, os indivíduos encontram-se mais susceptíveis ao desenvolvimento de diversas comorbidades, e as dietas oferecidas em ambiente hospitalar têm como objetivo auxiliar nesse processo de cura e reabilitação, mas diante de inadequações dietéticas nem sempre isso pode ser possível. Assim sendo, o presente estudo propôs-se a avaliar quantitativamente a composição nutricional dos cardápios fornecidos e o estado nutricional dos pacientes transplantados renais internados em um hospital público de Fortaleza-CE. Trata-se de um estudo transversal, realizado na enfermaria da unidade de transplante renal em um hospital de nível terciário em Fortaleza-CE. A partir da análise quantitativa dos planejamentos alimentares ofertados e dos dados antropométricos coletados de peso e altura, foram observados seus respectivos estados nutricionais e a adequação dos cardápios em relação às necessidades nutricionais médias dos pacientes da amostra. A amostra consistiu em um total de 180 pacientes na qual 12,12% (n = 22) apresentavam algum grau de desnutrição, 46,67% (n = 84) eutrofia e 41,11% (n = 74) excesso de peso ou obesidade. Após a estimativa dos requerimentos energéticos foi encontrada a média das necessidades energéticas diárias de 2.116,62 (±126,78) Kcal, proteica de 55,89 (±4,88) gramas para os indivíduos do pós-transplante tardio e 99,12 (±13,7) gramas para os do pós-transplante imediato. Ao analisar a adequação dos cardápios verificou-se aporte energético insuficiente, teor de carboidratos excessivos, oferta proteica adequada para os indivíduos do pós-transplante renal imediato e excessivo para o período tardio. Em relação aos lipídios, as dietas atendem às recomendações somente em relação ao valor energético do total e de gorduras saturadas. As inadequações dietéticas observadas podem estar relacionadas às necessidades específicas dos indivíduos e das alterações na composição nutricional dos cardápios, o que pode acarretar em maior propensão ao desenvolvimento de comorbidades, sobrecarga renal e falha do enxerto. Portanto, a maior parte dos planejamentos alimentares oferecidos não atendem as demandas nutricionais médias, o que demonstra a necessidade de alterações dietéticas importantes a fim de aproximar e adequar essa terapêutica aos seus reais requerimentos.pt_BR
dc.language.isootherpt_BR
dc.subjectServiço hospitalar de nutriçãopt_BR
dc.subjectTransplante de rimpt_BR
dc.subjectEstado nutricionalpt_BR
dc.titleEstado nutricional e inadequação da dieta ofertada a pacientes transplantados renais em um hospital público de Fortaleza-CEpt_BR
dc.typeThesispt_BR
Appears in Collections:Nutrição Centro - Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SUZANA DE LIMA DA SILVA_TCC.pdf455,68 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.